Uso de Modelos Fisicamente Baseados na Simulação de Acções de Telecontrolo em Cargas de Aquecimento de Água

Álvaro Gomes, Humberto Jorge, A. Gomes Martins

Depart. de Engenharia Electrotécnica da FCTUC

Polo II - Pinhal de Marrocos

3030 Coimbra, Portugal

 

RESUMO

Em certas condições de exploração das redes, a adopção de esquemas de controlo remoto de cargas de uso final, tem por objectivo último reduzir custos de operação e/ou adiar investimentos e pode ser uma alternativa válida para as empresas de distribuição de energia eléctrica. É apresentada uma metodologia, onde fazendo uso quer de modelos de cargas individuais quer de conjunto de cargas se procura antever o efeito de tais esquemas quer no diagrama de carga da distribuidora de electricidade quer junto do utilizador final. Começa com a descrição de um modelo de carga eléctrica baseado nos fenómenos físicos em jogo no respectivo funcionamento - modelo fisicamente baseado (MFB). Estabelece também métodos de simulação de grandes números de cargas do mesmo tipo que permitam definir os diagramas de consumo médio de cargas sujeitas a condições ambiente semelhantes. O uso do MFB neste processo permite obter a reacção a cortes de alimentação de durações várias, conhecida por efeito "de restituição" associado a interrupções de alimentação. O tipo de carga sobre o qual foi desenvolvida esta metodologia foi de aquecimento eléctrico de água e permite avaliar para um grupo de termoacumuladores, o efeito de uma determinada estratégia de controlo em termos de variações de consumo e potência pedida à rede. Apresenta-se também uma aplicação desta metodologia com um caso de estudo referido em [10].

Palavras chave: Modelos de carga, modelos fisicamente baseados, aquecimento eléctrico de água